Dúvida em como estruturar uma análise organizada de suas despesas? Seguem algumas dicas.


Os gastos variam conforme o ramo do negócio e a organização da empresa. Mas um fato é semelhante a todas, quanto maior o faturamento menor deverá ser o custo fixo em percentagem das vendas. E esse é um dos motivos pelo qual a análise das despesas é importante e deve ser feita com cautela e frequência.

Sendo assim, na gestão financeira estruturamos a análise da seguinte forma:

- Receita operacional: deve ser lançado todas as receitas originadas da atividade da empresa

- Custo variável: são as despesas que variam de acordo com o volume de vendas. São exemplos de custos variáveis: insumos, embalagens e impostos

- Custo fixo: os custos fixos são aqueles que se mantém sem variação independente do volume de vendas. São exemplos de custos fixos: aluguéis, telefone e limpeza.

- Resultado operacional: no resultado operacional teremos as receitas operacionais menos os custos variáveis e fixos, nos dando o resultado da operação

- Receita e despesa não operacionais: aqui lançamos todos os gastos e receitas que foram realizados mas que não fazem parte diretamente da operação do mês. São Exemplos: captação de empréstimos, pagamento de empréstimos, retirada de sócios e investimentos

- Resultado geral: é o saldo entre o resultado operacional e o resultado não operacional

Essas informações organizadas dão suporte para algumas análises, como o ponto de equilíbrio e formação de preços de venda, além da margem de lucro.

A Par3 Gestão Integrada através do serviço de BPO Financeiro, controla todos os gastos de forma estruturada e organizada facilitando na gestão financeira, entre outros serviços. Agende uma visita e saiba um pouco mais!

https://www.par3gestaointegrada.com

#par3gestaofinanceira #finanças #consultoriafinanceira #gestãofinanceira #bpofinanceiro

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Arquivo